Após provocar caos na Rússia, líder do Grupo Wagner se exila em Belarus

Fonte: Wikinotícias

24 de junho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Putin e Vladimi Prigozhin em 2010

Yevgeny Prigozhin, líder do Grupo Wagner, deve se exilar na Belarus após concordar esta tarde com um cessar-fogo. A informação é do jornal online Novaya Gazeta Europe que ainda reportou que todas as acusações criminais sobre ele foram canceladas.

O Grupo Wagner causou caos na Rússia nas últimas 24 horas, após tomar o controle da cidade de Rostov e após Prigozhin ordenar que os mercenários estacionados na região de Moscou estivessem prontos para lutar. Prigozhin iniciou uma ofensiva ontem contra o Ministro da Defesa, Serguei Choigu, e o general Valeri Gerassimov após membros mercenários do Wagner, que lutam com as tropas russas na Ucrânia, terem sido alvejados num comboio dias atrás por "fogo amigo".

Aparentemente Prigozhin resolveu viajar para Belarus depois de conversas com o presidente bielorrusso Aleksandr Lukashenko, que também ajudou a negociar o fim do conflito para evitar um "derramamento de sangue na Rússia".

Notícias relacionadas

Fontes