Anna Carolina Jatobá, assassina de Isabella Nardoni, vai para o regime aberto

Fonte: Wikinotícias

21 de junho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Edifício London, onde Isabella foi lançada pela janela do sexto andar, lado esquerdo

Anna Carolina Jatobá, uma das condenadas pelo assassinato da menina Isabella Nardoni, saiu da prisão ontem após conseguir a progressão de pena para o regime aberto. Ela tinha sido condenada a quase 27 anos em regime fechado e cumpriu 15 anos na prisão, os últimos anos no regime semiaberto.

Alexandre Nardoni, pai da menina e marido de Anna, ainda cumpre a pena de 31 anos no regime semiaberto, com direito a trabalhar fora da prisão e a saídas temporárias durante o ano.

Em final de maio a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) havia determinado, por unanimidade, que o pedido de progressão de pena apresentado pela defesa de Anna Carolina fosse analisado, independentemente da realização de Teste de Rorschach. Neste teste psicológico ela deveria ter tido seu perfil criminológico analisado novamente, apesar de resultados favoráveis anteriores.

O crime

O crime aconteceu em março de 2008, em São Paulo, e chocou o país. Alexandre e Anna inicialmente negaram qualquer envolvimento com o incidente, que inicialmente parecia um acidente, quando a pequena aparentemente teria caído da janela do apartamento onde o casal morava com outros dois filhos.

No entanto, em depoimentos posteriores eles não conseguiram manter os argumentos. Análises de peritos foram, depois, fundamentais para encerrar o caso, incluindo a descoberta de uma tesoura que continha fibras da rede da janela, que havia sido cortada para que o corpo de Isabella pudesse ser arremessado. A menina também havia sido agredida no carro por Anna, com os peritos encontrado a marca de um anel da assassina na testa da vítima e sangue no veículo.

Referências

Notícias Relacionadas

Fontes