Alikhanov: “ambulância não é obrigada a chegar em 20 minutos”

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Uma ambulância não é obrigada a chegar rapidamente a uma pessoa que tem uma temperatura corporal ligeiramente elevada e não tem olfato, uma vez que tal condição não é fatal. O governador da região de Kaliningrado, Anton Alikhanov, disse isso em uma reunião na quinta-feira, 5 de novembro.

“Se você tem uma temperatura de 37,5 e seu olfato desapareceu, isso não significa que uma ambulância deva vir até você em 20 minutos. Não é uma condição de risco de vida. Temos equipes de doenças infecciosas separadas, elas virão até você, é claro”, disse Alikhanov.

O chefe da região observou que, na Rússia, os médicos de atenção primária trabalham com uma sobrecarga colossal. Um médico responde por 25 a 30 consultas.

“Tomamos uma série de decisões, alocamos carros da frota de veículos do governo, os carros de alguns ministros já foram dados para isso. Pagamentos adicionais serão feitos para pessoas que trabalham com pacientes doentes em casa”, disse Alikhanov.

O governador lembrou que, em primeiro lugar, as equipes atendem às ligações de pacientes com doenças crônicas e idosos. Na região de Kaliningrado, parte do atendimento médico planejado está sendo reduzido para que os médicos tenham força suficiente para combater o COVID-19.

Fontes

ru Алиханов: Скорая помощь не обязана приезжать за 20 минут, если температура 37,5 и пропало обоняние — Klops, 6 de novembro de 2020.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit