Alberto Fernández e Cristina Kirchner vencem eleições na Argentina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

28 de outubro de 2019

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O novo governo assume o poder em 10 de dezembro

Alberto Fernández é o novo presidente da Argentina. Cristina Kirchner é a deputada. Esses dois formaram todas as frentes de aliança à esquerda. Sob a nomeação do político de centro-direita Macri, os argentinos optaram por retornar ao kirchnerismo e governaram o país por mais de uma década, de 2003 a 2015.

A Argentina fez uma votação no domingo (27). Os votos superaram 97%, representando 48,1% dos votos, enquanto o atual presidente Mauricio Macri (Mauricio Macri) obteve 40,37% dos votos. Na Argentina, para ganhar o primeiro turno das eleições, é preciso obter 45% dos votos ou 40% dos votos e uma vantagem muito boa sobre o segundo colocado.

Macri assumiu o cargo em 2015, o que fez com que o país sofresse uma grave crise econômica e social; a taxa de inflação este ano deve chegar a 55% (apenas pior do que Venezuela e Zimbábue); 30% dos pobres e desabrigados Os repatriados representam 10% da população total.

De 2003 a 2007, o presidente foi o marido de Cristina Kirchner, Néstor Kirchner, falecido em 2010. De 2007 a 2015, a própria Cristina foi governadora. Atualmente é senadora e vai renunciar ao cargo de vice-presidente. Ela entrou com diversos processos judiciais por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com