Al Qaeda ameaça Reino Unido com mais ataques

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attention niels epting.svg
Como parte da política de proteção do Wikinotícias, esta notícia está protegida.

4 de agosto de 2005

Aymán al-Zawahirí, importante líder seguidor de Osama bin Laden, difundiu um comunicado através do canal Al Jazeera no qual ameaça os britânicos com "mais destruição e catástrofes".

O "número dois" da Al Qaeda culpa, em seu comunicado, Tony Blair e a suas decisões políticas pelos atentados de 7 de julho, e adverte que haverá ações "mais sangrentas" contra o Reino Unido "a não ser que cessem a agressão contra os muçulmanos".

Abandonai nossos países,(...) o xeque Osama Bin Laden vos disse que não podereis sonhar com segurança até que haja segurança na Palestina e até que todos os exércitos infiéis se retirem da terra de Mahomé, disse ele num vídeo emitido pela Al Jazeera.

Também foi feita referência aos países que participaram na ocupação do Iraque. "No que se refere às nações da aliança dos cruzados, oferecemos-vos uma trégua se abandonais a terra do Islã".

As ameaças também foram feitas contra os Estados Unidos da América

Fontes