Acordo judicial de Hunter, filho de Joe Biden, é suspenso

Fonte: Wikinotícias

28 de julho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O acordo judicial para o filho do presidente estadunidense Joe Biden, Hunter, em duas acusações foi suspenso, depois que o juiz federal que ouviu seu caso levantou preocupações sobre um acordo relacionado a uma acusação de posse de armas.

Hunter Biden havia sido acusado de duas contravenções fiscais por não pagar mais de US$ 100.000 em impostos em 2017 e 2018, e fez um acordo com os promotores, que planejavam recomendar dois anos de liberdade condicional.

No mês passado, Biden foi acusado de porte de arma de fogo por uma pessoa conhecida por ser usuário de drogas. Ele teve um Colt Cobra .38 por 11 dias em outubro de 2018. A acusação acarreta uma pena máxima de 10 anos de prisão.

A juíza do Tribunal Distrital dos EUA, Maryellen Noreika, disse estar preocupada com a linguagem do acordo, que continha detalhes sobre não processar Biden por futuros crimes fiscais. Ela sugeriu que os advogados se reunissem novamente e discutissem o assunto.

“Acho que faz sentido vocês conversarem mais”, disse ele aos advogados.

O acordo pretendia limpar o ar para Hunter Biden e evitar um julgamento que teria gerado semanas ou meses de manchetes diante a campanha de seu pai.

Notícia relacionada

Fontes