Óleo de girassol previne infecção em recém-nascidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de março de 2005

Bebês que nascem com peso baixo podem ser protegidos contra infecções potencialmente perigosas através de massagens com óleo de semente de girassol.

Infecções e complicações oriundas de nascimentos prematuros são responsáveis por mais da metade de todas as mortes neonatais. Bebês que nascem com peso abaixo do normal são particularmente vulneráveis.

Os bebês prematuros têm a pele imatura, sem um filme protetor chamado vernix que tem propriedades antimicrobiais.

Em alguns países, como a Índia, os recém-nascidos são costumeiramente massageados com óleo de mostarda.

Mas o óleo de mostarda, na opinião de Gary Darmstadt da Universidade John Hopkins em Baltimore, Maryland, pode atrasar a recuperação da barreira da pele e ter um efeito tóxico sobre ela.

Em busca de um produto alternativo com baixo custo, Darmstadt e os colegas experimentaram o óleo de girassol e um unguento chamado Aquaphor, composto por derivados de petróleo, óleo e cera mineral, e lanolina.

Entre 1998 e 2003, em Bangladesh, os pesquisadores testaram os tratamentos sobre 497 recém-nascidos (com 72 horas ou menos de idade) e bebês prematuros, de gestações com menos de 33 semanas.

Eles aplicaram os tratamentos ao corpo inteiro exceto na cabeça e rosto, três vezes por dia, durante os 14 primeiros dias, e depois diariamente somente duas vezes.

Verificou-se que os bebês tratados com o óleo de girassol tinham 41 % menos chances para desenvolver infecções do que os outros bebes do grupo de controle.

Em relação ao tratamento, Darmstadt disse:

Surgem evidências que a pele é muito mais importante como barreira contra a infecção, do que imaginávamos, particularmente em crianças nascidas prematuramente, cuja pele não está totalmente desenvolvida. A boas notícia é que o tratamento pode fortalecer a função da pele como uma barreira nesses recém-nascidos vulneráveis.

Fontes