Vice-Presidente do Brasil critica política econômica

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Alencar (direita) e o presidente do PSB Roberto Amaral (esquerda). Foto: Lindomar Cruz/ABr.

25 de novembro de 2005

Brasil

O Vice-Presidente do Brasil José Alencar participou na sexta-feira (25) em Brasília de um seminário promovido pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Durante o evento Alencar criticou a actual política econômica do governo brasileiro. "Não há entidade produtiva capaz de remunerar essas taxas", disse ele, reclamando das altas taxas de juros que atualmente estão na faixa de 18,5% ao ano.

O Vice-Presidente defendeu a queda da taxa do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic), que é usada como referência básica para os juros cobrados pelos bancos brasileiros.

Para Alencar, a taxa de juros não serve para combater a inflação. Segundo ele, a pressão inflacionária vem da elevação dos preços das concessões públicas, como telefone, luz e transporte.

José Alencar disse que o Brasil precisa aproveitar o bom momento da economia para que o país seja alçado ao lugar que merece entre os países desenvolvidos.

Fontes