Venezuela suspende toque de recolher em áreas de fronteira

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O disputado governo da Venezuela anunciou que, a partir desta segunda-feira, iniciará um relaxamento parcial da quarentena, que vigorará até o final do ano, e suspendeu os toques de recolher nas regiões de fronteira com a Colômbia e o Brasil.

Depois dos primeiros casos detectados de COVID-19 em março, o governo venezuelano em disputa decretou em estado de alerta. Depois, em junho, autorizou um sistema de sete dias de confinamento e sete de suspensão parcial para permitir o trabalho em alguns setores, incluindo bancos, construção, indústria, têxteis, calçados e serviços.

Nicolás Maduro deu alguns conselhos neste domingo para a nova etapa. “A partir de amanhã, segunda-feira, 30 de novembro, vão começar quatro semanas de flexibilidade segura, flexibilidade segura em 53 setores econômicos do país”, disse ele.

Nos municípios que fazem fronteira com a Colômbia e o Brasil, o toque de recolher imposto será suspenso em maio. Maduro informou que será mantida vigilância epidemiológica nessas áreas, além de outras medidas preventivas.

Até domingo, as autoridades venezuelanas registraram 102.040 infecções e 894 mortes. No entanto, deputados e sindicatos médicos questionaram os números oficiais e garantiram que o número de infecções é maior, o que preocupa devido à fragilidade do sistema de saúde.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com