Unidos da Tijuca vence Carnaval do Rio de Janeiro de 2012

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

22 de fevereiro de 2012

Rio de Janeiro, RJ, Brasil — Com enredo sobre a vida de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, a Unidos da Tijuca foi a vencedora do Grupo Especial das escolas de samba do Rio de Janeiro. Em segundo lugar, ficou o Salgueiro, que trouxe a literatura de cordel no enredo e, em terceiro, ficou a Vila Isabel, que levou para a avenida a história e a cultura de Angola.

O presidente da Tijuca, Fernando Horta, só comemorou quando a vitória da escola já era irreversível. Em vários momentos, a Tijuca teve o Salgueiro e a Vila Isabel bem próximas da pontuação máxima. “A emoção é muito grande. É inexplicável. O carnaval foi muito duro. Todas as nossas coirmãs estão de parabéns. Este foi o desfile mais perfeito que a Tijuca fez nos últimos anos”, desabafou Horta, em meio ao tumulto de repórteres querendo entrevistá-lo e de componentes da escola, que queriam abraçá-lo.

A criatividade, marca registrada do carnavalesco Paulo Barros, foi decisiva para a liderança da escola. Outro integrante da Unidos da Tijuca que teve participação decisiva na vitória foi o mestre de bateria Luiz Calixto Monteiro, o Mestre Casagrande. “Quero dedicar este título aos meus 272 ritmistas, que entenderam a nossa proposta de trabalho, que é meio rígida. O título é para eles e para toda a comunidade do Morro do Boréu.”, disse.

A Tijuca levou para a Marquês de Sapucaí a vida do músico Luiz Gonzaga, juntamente com todas as características culturais que marcam a cultura nordestina, como os bonecos de barro do Mestre Vitalino e o famoso Feira de Caruaru.

Além da história do Rei do Baião, a Tijuca levou para a avenida outros artistas considerados reis na sua especialidade: w:pt:Elvis Presley (o Rei do Rock), w:pt:Michael Jackson (Rei do Pop) e as rainhas do rádio. Dom Pedro I (imperador do Brasil) e o leão, considerado o rei da floresta, também foram personagens da história contada pela Tijuca.

A escola havia vencido o campeonato pela última vez em 2010, com o enredo É Segredo. Na sequência, o placar ficou com Beija-Flor em quarto, Grande Rio em quinto, Portela em sexto, Mangueira em sétimo, União da Ilha em oitavo, Mocidade em nono, Imperatriz em décimo e São Clemente em décimo-primeiro. A Porto da Pedra, em décimo-segundo, e a Renascer de Jacarepaguá, em décimo-terceiro, foram rebaixadas para o Grupo de Acesso A.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati