UNITA nega que tenciona abandonar Parlamento angolano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Raúl Danda diz que o partido quer chegar ao poder por via democrática.

1 de dezembro de 2014

O líder parlamentar da UNITA, Raul Danda desmentiu categoricamente as notícias segundo as quais o seu partido estava a preparar-se para abandonar o parlamento.

A noticia publicada pelo País dizia que membros do partido sentiam que não fazia sentido a sua presença no parlamento onde, segundo a fonte citada pelo jornal, tem sido vilipendiada pelos seus colegas do MPLA, que as suas propostas, sugestões ou iniciativas parlamentares são inviabilizadas e as poucas que foram discutidas foram aceites “in extremis”.

A fonte citada pelo País acrescentou ainda que outro aspecto que pode influenciar a saída do Parlamento da UNITA tem a ver com os supostos casos de intolerância política por todo o país atribuída a militantes do MPLA.

Mas Raul Danda disse que essa informação não faz qualquer sentido e que a notícia não tem qualquer fundamento.

"Não conheço nem recebi directa ou indirectamente nada da direcção do meu partido de que a UNITA iria abandonar o parlamento", disse Danda para quem não faz sentido a UNITA abandonar o parlamento quando a intenção do partido é alcançar o poder democraticamente.

"É nas instituições que queremos chegar ao poder e queremos fazê-lo por uma única via, a democrática via eleições e sendo assim temos que permanecer nas instituições para nos batermos como temos feito apesar de sermos apenas 32 deputados contra 175 da bancada maioritária”, disse.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati