UNICEF: 1 milhão de crianças na Nigéria podem faltar à escola

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
UNICEF Logo

16 de setembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na Nigéria disse que pelo menos 1 milhão de crianças nigerianas podem faltar à escola este ano por causa da insegurança, já que as escolas no norte do país foram alvo de uma série de sequestros em massa por grupos armados.

O UNICEF Nigéria disse na quarta-feira que o país registrou 20 ataques a escolas somente neste ano, e 1.436 alunos foram sequestrados. O relatório também mostrou que 16 estudantes foram mortos e 200 continuam desaparecidos.

Como as escolas em todo o país começaram a abrir nesta semana para um novo semestre, mais de 37 milhões de alunos devem voltar às escolas.

Mas as autoridades relataram baixa participação em áreas sujeitas a ataques, como o estado de Kaduna, centro-norte. Na capital, as autoridades adiaram a data de retomada para 19 de setembro sem dar uma justificativa.

No ano passado, a pandemia do coronavírus atrasou os calendários escolares e interrompeu o aprendizado de milhões de alunos na Nigéria. Hawkins, da UNICEF, disse que a situação piorou "com o desafio adicional de fechamento de escolas devido à insegurança prevalecente em todo o país".

Ele disse que, embora países em todo o mundo, incluindo a Nigéria, tenham tomado medidas para fornecer ensino remoto, muitos alunos não estão sendo alcançados.

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit