Turquia promove mudança de nome em países anglófonos

Fonte: Wikinotícias

12 de agosto de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Turquia está promovendo uma alteração de nome em países anglófonos, que falam a língua inglesa. A mudança de "Turkey" para "Türkiye" ocorre devido a uma dubiedade: "turkey" significa peru em inglês, no entanto já existe um país chamado Peru na América do Sul.

O ministro das Relações Exteriores em Istambul (anteriormente conhecido como Constantinopla), Mevlut Cavusoglu, disse no ano passado que seu país queria ser conhecido em línguas estrangeiras como Türkiye para aumentar o "valor da marca". As Nações Unidas obedeceram. Algumas agências do governo dos EUA, principalmente o Departamento de Defesa, adotaram Türkiye, enquanto o Departamento de Estado usa o antigo e o novo.

“Realmente não consigo ver nada de errado em países quererem que seus nomes reflitam como eles se chamam”, disse Emily Yeh, professora de geografia da Universidade do Colorado. “O rebranding do país é sobre território, soberania ou identidade nacional e, nesse sentido, é radicalmente diferente do rebranding corporativo, que é indiscutivelmente, em última instância, sobre um cálculo de lucro.”

Para nomes de países e cidades no exterior, as agências governamentais dos EUA contam com o Servidor de Nomes Geográficos, mantido pela Agência Nacional de Inteligência Geoespacial.

Diversos outros países mudaram de nome. A África foi o continente a ver a maior mudança ao expulsar os colonizadores no século XX. Você pode encontrar um mapa com Alto Volta (atual Burkina Faso) e Rodésia (atual Zimbábue), ambos alterados em 1984; além de Costa do Ouro (1957) e Tanganica (1961). Benin já foi Daomé até 1975. Houve o Zaire de 1965 a 1977, que é atualmente a República Democrática do Congo.

“Se você é um país africano que é produto do colonialismo e o nome foi imposto a você pelo [governo] britânico ou algo assim, é totalmente compreensível”, disse Ian Johnson no Conselho de Relações Exteriores (CFR).

Sob o decreto do rei em 2008, a Suazilândia (Swaziland, em inglês) se transformou em Eswatini. “Sempre que vamos para o exterior, as pessoas se referem a nós como Suíça” (em inglês: Switzerland), lamentou o rei Mswati III.

A Tailândia passou por debates difíceis ao longo do século passado, decidindo se seria conhecida por esse nome ou por Sião. Os holandeses abandonaram o nome Holanda em 2020 e gostariam que chamassem seu país de Países Baixos.

Fontes