Trump viaja para a Pensilvânia no sábado; Biden para Michigan

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Com apenas três dias de campanha antes do dia da eleição nos Estados Unidos, os dois candidatos estão viajando neste sábado, com o presidente republicano Donald Trump mirando na Pensilvânia, enquanto o ex-vice-presidente e candidato democrata Joe Biden planeja eventos em Michigan.

Biden fará campanha ao lado do ex-presidente Barack Obama pela primeira vez durante a campanha. Os dois viajarão para Flint e Detroit no sábado, como parte de uma campanha de dois dias.

Em Detroit, eles serão acompanhados pelo cantor Stevie Wonder, que se apresentará em um cinema drive-in. Wonder já se apresentou em vários eventos democratas, incluindo campanhas por Obama em 2008 e 2012, bem como por Hillary Clinton em 2016.

Trump planeja realizar quatro eventos de campanha nas cidades da Pensilvânia no sábado. O presidente venceu por pouco o estado em 2016 e quer repetir sua atuação lá. As pesquisas atualmente mostram Biden com uma ligeira vantagem.

Trump disse a repórteres na sexta-feira que está indeciso sobre seus planos para a noite da eleição depois que o The New York Times informou que ele cancelou seus planos de aparecer em um evento no Trump International Hotel em Washington.

Trump disse que as restrições ao coronavírus impostas pelo governo local em Washington, incluindo a proibição de reuniões de mais de 50 pessoas, seriam um fator na decisão.

“Você sabe, Washington, DC, está fechado. O prefeito fechou. Portanto, temos um hotel; Não sei se está fechado, se você tem permissão para usá-lo ou não, mas sei que o prefeito fechou Washington, DC. E se for esse o caso, provavelmente ficaremos aqui ou escolheremos outro local”, disse Trump.

Na sexta-feira, Trump e Biden fizeram campanha no meio-oeste com Trump viajando para Michigan, Minnesota e Wisconsin, enquanto Biden realizou eventos em Minnesota, Wisconsin e Iowa.

Biden disse a apoiadores em um comício em Des Moines na sexta-feira que o estado atingiu um número recorde diário de casos de coronavírus e hospitalizações esta semana e argumentou que Trump "desistiu" de lutar contra o vírus.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit