Trabalhador sugere diretrizes para Política Nacional de Saúde

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de dezembro de 2014

Brasil

Começou hoje (15), em Brasília, a 4ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. A conferência tem por meta propor diretrizes para a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, implantada em agosto de 2012. Para chegar às diretrizes, mais de mil pessoas ligadas à área de saúde do trabalhador, de todo o país, darão suas contribuições em quatro dias de evento.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, a integração entre diferentes setores é fundamental para garantir a proteção ao trabalhador. Ele citou os centros estaduais e regionais de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) como ponto central neste processo, em um mecanismo que articule todos os serviços de uma região.

“A ideia é que cheguemos até o final do próximo governo com todas as regiões do Brasil tendo acesso a algum Cerest. O centro é importante porque ele não é uma unidade que atua sozinha, ele está numa rede”. Para o secretário, garantir a rede de serviços talvez seja a principal recomendação da conferência.

“O fundamental é a gente perceber que o Brasil vem fazendo uma articulação melhor entre os ministérios da Saúde, Trabalho e Emprego e Previdência Social. Sem essa boa integração não vamos garantir saúde e segurança ao trabalhador”, completou Barbosa. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil ocupa o 4º lugar em mortes no trabalho, e o objetivo é reduzir a incidência dessas mortes. Ao final do evento, uma relação de propostas será encaminhada para aprovação do Ministério da Saúde e consequente efetivação. Barbosa não precisou um prazo para que isso ocorra. Ressaltou, porém, que a ideia é que seja “no menor prazo possível”.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati