Time de esgrima dos Estados Unidos protesta contra um dos integrantes, acusado por assédios sexuais

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2020 Summer Olympics text logo.svg
Jogos Olímpicos de Verão de 2020

31 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Durante as Olimpíadas de Tóquio, a equipe masculina de esgrima americana protestou contra um dos seus membros, Alen Hadzic, acusado de assédio sexual. O atleta usa máscara rosa para apoiar as outras vítimas, sendo a única pessoa com máscara preta.

Os esgrimistas, também participantes do time de esgrima dos Estados Unidos, Jacob Hoyle, Curtis McDowald e Yeisser Ramirez são contra Alen Hadzic.

A equipe americana perdeu para a equipe japonesa por 45-39 nas oitavas de final. Hadzic, que saiu do banco, nem mesmo agiu. A seleção japonesa finalmente conquistou a medalha de ouro nesta categoria, o Comitê Olímpico Russo conquistou a medalha de prata e a Coreia do Sul conquistou a medalha de bronze.

Hadzic foi proibido de entrar na Vila Olímpica e mantido afastado de outros atletas para treinamento. Esta medida é um "plano de segurança" adotado pela American Fencing Federation para proteger as mulheres na delegação. O esgrimista também viajou para o Japão em um vôo diferente de outros atletas.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit