Tensão Rússia-Ucrânia: governo alemão cancela certificação do gasoduto Nord Stream 2

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

22 de fevereiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Nord Stream 1 marcado no mapa

O governo da Alemanha (Bundesregierung) anunciou hoje que a certificação do gasoduto Nord Stream 2 será interrompida. A obra que forneceria mais gás da Rússia para a Europa, através da Alemanha, seria inaugurada dentro de alguns meses.

“A situação fundamentalmente alterada também torna necessário reavaliar o Nord Stream 2, afirmou o chanceler. Por conseguinte, ele solicitou ao Ministério Federal da Economia a retirada do relatório existente na Agência Federal de Redes sobre a análise da segurança do abastecimento. Isso parece técnico, mas é a etapa administrativa necessária para que o gasoduto não possa ser certificado agora - 'e sem essa certificação, o Nord Stream 2 não pode entrar em operação', resumiu Scholz”, diz o comunicado no portal do governo alemão.

A decisão de Olaf Scholz vem um dia após o presidente Vladimir Putin reconhecer a “independência” das cidades separatistas Donetsk e Luhansk e autorizar a entrada das tropas militares russas nesta região, no leste da Ucrânia, piorando a tensão entre os dois países que já dura vários meses. “O presidente russo, Vladimir Putin, não está apenas quebrando o Acordo de Minsk, que ele mesmo assinou. Também rompe com os princípios básicos consagrados na Carta das Nações Unidas sobre a coexistência pacífica dos povos. Isso inclui salvaguardar a integridade territorial e a soberania dos Estados, abster-se da ameaça e do uso da força e a obrigação de resolver disputas pacificamente”, enfatizou Scholz.

Nord Stream

O Nord Stream 1 e 2 são dois gasodutos entre a Rússia e a Alemanha para transporte de gás natural através do Mar Báltico. No entanto, grande parte do gás também é redistribuído pela Alemanha para outros países da Europa. O projeto, desde sempre, está em meio à uma polêmica que envolve as relações de dependência da Europa Centro-Ocidental com a Rússia.

Referências

Notícias Relacionadas

Fontes