Tempo severo castiga os Estados Unidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Se a parte Sudoeste dos Estados Unidos (EU) está sofrendo com as altas temperaturas e incêndios, a parte Norte do país está enfrentando uma tempestade de inverno precoce recorde, que fez as temperaturas despencarem e provocou ventos fortes e neve em diversos estados esta semana. O fenômeno foi causado por uma baixa de nível médio a superior que atingiu as Montanhas Rochosas e parte das Grandes Planícies.

Um dos estados mais atingidos pela neve foi Montana, onde a cidade de Red Lodge - porta de entrada para o Parque Nacional de Yellowstone - teve neve acumulada de 26,67cm no dia 06 de setembro. Houve recorde de neve também em Wyoming, onde Casper registrou 43cm.

Diversas cidades, como Casper; Rapid City, na Dakota do Sul; Pueblo e Yuma, no Colorado; North Platte, no Nebraska; Goodland, no Kansas; e Las Vegas, Novo México, bateram recordes de precipitação que já duravam anos ou décadas. O recorde de maior acúmulo de neve precoce de Pueblo datava de 1898, por exemplo.

Além da neve, a baixa trouxe ventos fortes e muito frio que baixaram as temperaturas em toda região: Denver, no Colorado, por exemplo, registrou -0,5ºC esta semana. A última vez a cidade teve esta temperatura precocemente foi em setembro de 1962. Já Amarillo, no Texas, chegou a registrar 2,7 °, batendo seu recorde que datava de 1941.

Os ventos também atingiram a rede elétrica em diversas cidades e o website especializado em meteorologia The Watchers reporta que hoje pela manhã 67 mil clientes estavam sem acesso à eletricidade.


Calor e incêndios

Em comparação ao Norte, a Costa Oeste, de Washington à Califórnia, está sofrendo com os incêndios florestais, que se espalharam com a ajuda do vento que soprou sobre a região durante toda semana. Além do vento, a baixa umidade e as altas temperaturas também ajudam a intensificar as queimadas.

Na Califórnia, estima-se que 2 milhões de hectares já queimaram nas últimas semanas, enquanto no Oregon a governadora Kate Brown declarou situação de emergência devido aos incêndios florestais considerados "sem precedentes".


Fontes

Nota: O The Watchers licenciava o conteúdo conforme seus Termos e Condições - Copyright, onde se lia que "exceto onde indicado de outra forma, o conteúdo do site The Watchers está licenciado sob a licença Creative Commons Atribuição-Compartilhamento Igual" (Creative Commons Attribution-Share Alike - CC BY-SA). Esta licença mudou para "Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License" (ver no rodapé do website) na semana de 14 de setembro de 2020.

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com