Taxistas voltam a ameaçar com greve em Luanda

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Agência VOA

Acusam Governo de não cumprir promessas feitas em Janeiro para criação de paragens.

2 de março de 2017

As autoridades angolanas não criaram ainda metade das paragens prometidas há mais de uma semana aos taxistas em Luanda como parte de um acordo para impedir uma greve de táxis na capital do país.

Os chamados “candongueiros” prometem paralisar a actividade a 6, 7 e 8 de Março no município do Cacuaco, disse à VOA o presidente da Nova Aliança dos Taxistas.

Geraldo Wanga afirma ainda que em face a várias denúncias de maus-tratos por parte de agentes da Polícia Nacional, a associação reúne-se amanhã para decidir se os taxistas dos demais municípios vão parar.

“No mercado do Kikolo e do Asa Branca há jovens que usam coletes de fiscais e cobram os taxistas como protectores da paragem e se estes não pagam assaltam o taxista”, sublinhou.

A associação Nova Aliança de Taxistas anulou a convocatória da greve prevista para o dia 20 de Fevereiro, depois de um encontro com um assessor do Presidente da República e representantes da Polícia Nacional e do Ministério do Interior, no dia 17, em que os autoridades prometerem criar cerca de mil paragens de táxis na capital.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati