Talibãs são acusados de decapitar professor no Afeganistão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de janeiro de 2006

No Afeganistão homens armados capturaram e decapitaram o professor de uma escola que dava aulas para garotas. Segundo as autoridades, os agressores pertenceriam ao Talibã, o qual alega que educar mulheres é contra a religião islâmica.

O ataque ocorreu na terça-feira (3). O professor Malim Abdul Habib, 45 anos, foi rendido e decapitado no centro da cidade afegã de Qalat, na frente da esposa e dos filhos, relatou o porta-voz do governo local Ali Khail. Segundo ele, somente Habib foi assassinado e os familiares dele estão com vida.

Habib dirigia o colégio Shaikh Mathi Baba, onde estavam matriculados cerca de 1300 garotos e garotas.

O diretor de educação da província de Zabul culpa os Talibãs pelo crime: "Somente os talibãs são contrários à educação para garotas.(...)Os talibãos freqüentemente atacam nossos professores e batem neles. Mas esta é a primeira vez que um deles é morto nesta província".

Fontes