Suprema Corte dos EUA declara constitucional o porte de armas em Nova York

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

23 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Suprema Corte dos EUA derrubou na quinta-feira como inconstitucional uma restrição no estado de Nova York ao porte de armas de fogo, uma decisão que pode afetar outros estados.

Em uma decisão de 6 a 3 entre juízes conservadores e liberais, o tribunal disse que a lei estadual, promulgada em 1913, violou o direito de uma pessoa de “manter e portar armas” protegido pela Segunda Emenda da Constituição.

A decisão foi uma vitória para os defensores das armas em um momento em que os Estados Unidos estão divididos sobre como lidar com a violência armada.

Também coincide com os esforços no Congresso para aprovar uma legislação de controle de armas após tiroteios em massa no Texas, Nova York e Califórnia.

A decisão representa o primeiro veredicto do tribunal sobre armas de fogo em uma década. Em 2008, reconheceu pela primeira vez o direito de cada indivíduo ter armas em sua casa para defesa pessoal em um caso no Distrito de Columbia, que posteriormente foi expandido para todos os estados em 2010.

Os defensores da lei em Nova York argumentaram que revogá-la levaria a mais armas nas ruas e a um nível mais alto de crimes violentos. A cidade vem experimentando um aumento da violência que começou durante a pandemia de coronavírus.

Fontes