Suplicy deixa Senado, mas mantém luta pela renda mínima

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

Brasil • 7 de outubro de 2014

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) disse hoje (7) que, após deixar o Senado, continuará defendendo seu projeto de renda para os menos favorecidos. “Onde eu estiver, continuarei a batalha pela renda básica de cidadania”, disse. Ele comentou a derrota sofrida no último domingo na escolha de um representante de São Paulo no Senado. O resultado interromperá 24 anos consecutivos de mandato. Ele disse ter certeza de que cumpriu com seu dever.

“Quero assinalar que tenho a convicção de ter cumprido com o meu dever, com a minha responsabilidade perante todos aqueles que confiaram o seu voto em meu mandato ao longo das três eleições que precederam”, disse. No discurso, Suplicy lembrou as eleições em que saiu vitorioso e de seu principal projeto, o Renda Básica de Cidadania, que foi aprovado, mas nunca colocado em prática pelo governo federal.

“Eu estou no aguardo da Presidenta Dilma, para que ela possa criar um grupo de trabalho para estudar quais serão as etapas da transição do Programa Bolsa Família”, completou. Além dos três mandatos de senador, Suplicy foi eleito duas vezes deputado federal, totalizando 32 anos no Congresso Nacional. Ele disse que voltará a estudar, escrever livros e artigos.

Fontes