Suíça considera novas restrições COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

11 de dezembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Na sexta-feira, as autoridades suíças apresentaram dois conjuntos de restrições que estão considerando para lidar com o aumento de mortes e hospitalizações por COVID-19 que estão ameaçando o sistema de saúde do país.

O Switzerland’s Federal Office of Public Health registrou 10.163 novos casos e 51 mortes nas 24 horas anteriores - o maior aumento de mortes desde janeiro. Ele informou que as unidades de terapia intensiva do país estão 82% cheias.

Em entrevista coletiva em Berna, o ministro da Saúde da Suíça, Alain Berset, disse que o país está voltando a um lugar onde não gostaria de estar e apresentou as duas propostas alternativas que o governo está considerando.

Sob o primeiro, o acesso a locais públicos fechados - restaurantes, bares, salas de concerto, teatros - seria limitado àqueles que estão totalmente vacinados ou recuperados. Isso eliminaria a opção de “teste negativo” que existe atualmente. Máscaras dentro dos locais também seriam necessárias, a menos que um cliente estivesse sentado e comendo.

A segunda alternativa seria ir mais longe e fechar temporariamente aqueles locais onde o uso de máscara não é possível o tempo todo, como bares, restaurantes, academias e boates. Esportes internos e atividades culturais, como teatros, ainda poderiam abrir, mas com a exigência de máscara.

Berset disse a repórteres que a segunda alternativa não era agradável, mas a intenção era evitar fechamentos e bloqueios mais amplos.

Fonte