Sony reconhece que não havia apoiado ao PSP o suficiente por centrar-se na PlayStation 3

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O PlayStation Portable (PSP).

14 de março de 2009

A Sony declara que havia descuidado o PlayStation Portable (PSP), por terem gastado muita energia na promoção do PlayStation 3. A companhia reconhece também que a Universal Media Disc (UMD), poderia ser um inconveniente para as third parties (terceiros, em inglês). Anunciam que no futuro haverá mais downloads (descarregamento, em inglês) online para a PSP.

Sony havia surpreendido estes dias realizando umas declarações com um claro sentido de autocrítica. Mais concretamente, havia reconhecido que não havia realizado todo o apoio necessitava a plataforma PSP.

De acordo com Ray Macguire, porta-voz da Sony Computer Entertainment, "não a apoiamos, principalmente, porque gastamos uma grande parte da nossa energia em diversas coisas que estamos fazendo para a PlayStation 3". Também comentou que "Não foi uma complicação acrescentada devido ao formato UMD, que não era muito bilhante para os desenvolvedores das Third Parties [terceiros]".

No entanto, Macguire também comenta que o UMD é “um suporte razoalmente rentável para oferecer a informação ao consumidor. Minha primeira impressão é que o público busca mais tipos de conteúdos. Para ele, downloads [descarregamentos] on-line será cada vez mais importante no futuro".

Uma boa forma de começar o novo ano fiscal: sendo humilde e reconhecer os erros. Embora, claro está, com uma base instalada de 50 milhões de consoles em todo o mundo, é muito mais fácil ser honestos e humildes.

Fonte