Sinal analógico de TV é desligado em Goiânia e mais 28 municípios

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de junho de 2017

O sinal analógico de TV em Goiânia e em 28 municípios será desligado hoje (21). O desligamento do sinal analógico atinge 29 cidades de Goiás. Mas, boa parte da população já está preparada.

A decisão foi tomada pelo Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) após verificar que 92% dos domicílios da região já contam com sinal digital. Esse número é considerado decisivo para ser feito o corte total do sinal analógico.

A pesquisa sobre a abrangência do sinal foi feita entre os dias 4 e 15 deste mês pelo Ibope Inteligência. A legislação determina que o percentual mínimo de desligamento do sinal é 90%, considerando uma margem de erro de três pontos percentuais para cima ou para baixo.

Inicialmente o desligamento do sinal digital em Goiânia e nos municípios do entorno estava previsto para ocorrer no dia 31 de maio, mas foi adiado porque não foi atingida a marca de 90% de digitalização na região, índice necessário para o término da transmissão do sinal analógico.

Segundo a pesquisa, após o desligamento do sinal analógico apenas 5% dos domicílios ficarão sem a TV digital e 6% nas demais cidades. Goiânia conta com 505.504 domicílios, enquanto os municípios do entorno têm 465.767 residências.

Os beneficiários do programa Bolsa Família e de Programas Sociais do Governo têm direito a receber um kit gratuito (antena, conversor e controle remoto) para adquirir o produto basta acessar o site e agendar a retirada do kit. Eles continuarão a ser distribuídos por até 45 dias após o término do sinal analógico.

Além de Goiânia, a pesquisa constatou que 99% dos domicílios de São Paulo já contam com a cobertura do sinal digital. O sinal na capital paulista foi desligado em março deste ano. Segundo a pesquisa após o desligamento nenhum domicílio fica sem TV. A região de São Paulo conta com 7.209.802 domicílios.

Conversor

Para quem ainda não fez a conversão do aparelho em casa, a Anatel, Agencia Nacional das Telecomunicações, responsável pelos desligamentos, continua fazendo a distribuição dos Kits de Conversão, que são: antena, conversor e controle remoto.

Para receber o kit de conversão, a família precisa ser cadastrada em programa social do governo. Mas atenção para não perder o prazo, que é até 31 de julho.

O próximo desligamento acontecerá no dia 26 de julho, dessa vez nas capitais Recife, Fortaleza e Salvador. No dia 25 de outubro será a vez do Rio de Janeiro e de Vitória. Na sequência Belo Horizonte e São Paulo, até que seja feito o desligamento em todas as capitais, o que deve acontecer até o final deste ano.

Cronograma

O Gired foi criado pela Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert) e por operadoras de telefonia que decide todo o processo de migração das TVs analógicas para os canais digitais. A cidade de Rio Verde (GO) foi a primeira onde o sinal analógico foi desligado, em março de 2016, ela serviu de projeto piloto para a implantação do sistema.

Pelo calendário definido pelo grupo, o próximo desligamento do sinal analógico está marcado para o dia 26 de julho no Recife e mais 14 municípios. Depois do Recife, está marcado o desligamento da TV analógica em Fortaleza, {{p|Salvador, no Juazeiro do Norte (CE) e em Sobral (CE) para o dia 27 de setembro deste ano.

A previsão de desligamento do sistema no Rio de Janeiro e em Vitória deverá ocorrer em 25 de outubro. Em Belo Horizonte (MG) e na região metropolitana, está marcado para 8 de novembro.

Na sequência Belo Horizonte e São Paulo, até que seja feito o desligamento em todas as capitais, o que deve acontecer até o final deste ano. E, no interior de São Paulo) Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e a região do Vale do Paraíba) deverá acontecer no dia 29 de novembro.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati