Serviços de segurança israelenses estão em alerta máximo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

27 de setembro de 2002

Brasília — Os serviços de segurança israelenses estão em alerta máximo por causa do segundo aniversário da atual Intifada, levante palestino, e da fracassada tentativa de assassinar Mohammed Deif, o líder do braço armado do Hamas. O nível de alerta será mantido por vários dias. As informações são das agências Europa Press e AFP.

Milhares de policiais e soldados estão patrulhando as ruas das grandes cidades. Os postos de controle nas estradas que ligam Israel à Cisjordânia também foram reforçados. Segundo um porta-voz militar, só palestinos com mais de 40 anos estão autorizados a rezar na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Leste.

A atual Intifada começou em 28 de setembro de 2000, quando o atual primeiro-ministro Ariel Sharon, na época, líder da oposição de direita, visitou a Esplanada das Mesquitas. O local é o terceiro lugar sagrado do Islã, depois de Meca e Medina. O lugar também é considerado sagrado para os judeus, que o chamam de Monte do Templo.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati