Serviços de segurança israelenses estão em alerta máximo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

27 de setembro de 2002

Brasília — Os serviços de segurança israelenses estão em alerta máximo por causa do segundo aniversário da atual Intifada, levante palestino, e da fracassada tentativa de assassinar Mohammed Deif, o líder do braço armado do Hamas. O nível de alerta será mantido por vários dias. As informações são das agências Europa Press e AFP.

Milhares de policiais e soldados estão patrulhando as ruas das grandes cidades. Os postos de controle nas estradas que ligam Israel à Cisjordânia também foram reforçados. Segundo um porta-voz militar, só palestinos com mais de 40 anos estão autorizados a rezar na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Leste.

A atual Intifada começou em 28 de setembro de 2000, quando o atual primeiro-ministro Ariel Sharon, na época, líder da oposição de direita, visitou a Esplanada das Mesquitas. O local é o terceiro lugar sagrado do Islã, depois de Meca e Medina. O lugar também é considerado sagrado para os judeus, que o chamam de Monte do Templo.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati