Seqüestro de 150 xiitas no Iraque pode ser notícia falsa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de abril de 2005

A informação supostamente confirmada por uma autoridade sunita que pelo menos 150 xiitas teriam sido seqüestrados por rebeldes sunitas no Iraque pode não ser totalmente verdadeira.

As forças de segurança do governo iraquiano, com o apoio das tropas americanas vasculharam durante o domingo em busca de informações sobre as pessoas seqüestradas, todavia não encontraram envidências que corroborassem a notícia. Especula-se que a notícia tenha sido usada como algum tipo de manobra política, e uma hipótese é que tenha se originada de alguma disputa tribal.

O xeque Abdul Salam al-Kubaisi, porta-voz de uma associação de clérigos sunitas negou o seqüestro, que teria ocorrido em Madain, para o canal de televisão al-Jazeera:"Esta notícia é completamente falsa".

A organização al-Qaida também negou que tenha promovido algum seqüestro no Iraque, em declaração publicada num website islâmico simpatizante.

Ver também

Fontes