Senado do Brasil aumenta a pena de até 30 anos para o sequestro-relâmpago

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de março de 2009

Brasília, DF, Brasil

O Senado do Brasil aprovou ontem, um projeto que torna mais grave o crime de sequestro-relâmpago. A pena pode chegar a 30 anos de prisão.

As penas previstas variam de seis a 12 anos de prisão. Caso o sequestro resulte em lesão corporal grave, essas penas passam a ser de 16 a 24 anos. Em caso de morte, a punição prevista é de 24 a 30 anos de reclusão.

Com aumento da prática nos anos 90, o sequestro-relâmpago não era previsto ao Código Penal do Brasil, pois era classificado geralmente como roubo seguido de furto.

Fontes