Seis pessoas morrem em tiroteio, em Seattle, Estados Unidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de dezembro de 2007

King County, Washington

Seis pessoas foram encontradas baleadas dentro de uma casa em Cravos, uma cidade perto de Seattle, Washington nos Estados Unidos.

De acordo com a informação oficial para o King County, O xerife do departamento, John Urquhart, informou que seis pessoas morreram em um tireoteio ocorrido em Seattle, Estados Unidos, vítimas de "violência homicida". Pesquisadores têm excluído a possibilidade de um homicídio-suicídio.

As mortes poderiam ter ocorrido na Véspera de Natal, e foram descobertas por um colega de trabalho do homem que ali vive, por volta das oito horas dqa manhã PST (UTC-8), Quarta-feira.

"Temos uma investigação de mortes suspeitas", disse Bob Detective Conner. Não existem ameaças para qualquer vizinhos na área", acrescentou.

Até agora, duas pessoas, um homem e uma mulher que são descritos como sendo apenas aos vinte anos, foram detidos em conexão com o tiroteio. A CNN diz que nenhum dos dois indivíduos têm "acesso a advogados" e nenhum deles ter confessado a qualquer delito.

"Este jovem estava entre as pessoas que apareceram na cena do crime. E como nós começamos a falar com eles, temos desenvolvido causa provável e fez as detenções", disse o Sargento John Urquhart.

Os mortos foram descritos como um jovem em seus 50 anos, um jovem nos seus 30 anos, e dois filhos - de 6 anos de idade, e uma menina de 3 anos de idade, e outro rapaz.

Autoridades descrevem-no como uma "grande e complexa" investigação, com mais de 15 pessoas a reunir provas.


Fontes[editar]

Ligação a um site em inglês * Police: Pair arrested in slayings of six CNN 26 de dezembro de 2007

Ligação a um site em inglês * Six found dead in Seattle Christmas Eve shooting Reuters 26 de dezembro de 2007

Ligação a um site em inglês *Amy Roe, Sonia Krishnan, and Christina Siderius Six bodies found in Carnation home: Murder-suicide ruled out The Seattle Times 26 de dezembro de 2007