Saddam Hussein é levado ao hospital

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de julho de 2006

O ex-Presidente do Iraque, Saddam Hussein, foi levado às pressas ao hospital depois de ter mantido uma greve de fome durante mais de duas semanas, informaram promotores de Bagdá que trabalham no seu julgamento.

Ele e três co-acusados recusaram-se a comer durante dezesseis dias. Eles exigiram maior segurança para os seus advogados de defesa, três dos quais foram assassinados.

Saddam Hussein e outras sete pessoas são acusados de terem cometido crimes contra a humanidade. Hussein é acusado de ter dado o comando para que sua unidade especial de segurança e outras forças militares matassem 148 pessoas da aldeia de Dujail em 1982, depois que o líder iraquiano sofreu um atentado contra sua vida em 1982.

O promotor chefe Jaafar al—Musawi disse que Saddam não estará ainda bem para aparecer perante os juizes na segunda-feira. "Saddam Hussein foi somente admitido ao hospital por causa da sua greve de fome. Um relatório médico estabeleceu que ele não pode aparecer amanhã, porque a sua condição precisa de atenção médica," disse AFP hoje.

Fontes