SBT desiste de ter novelas nacionais até 2009

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de novembro de 2007

O SBT

O contrato entre o SBT e a rede mexicana Televisa será mantido até seu final, no início de 2009. Silvio Santos decidiu que não tentará romper o contrato com a rede, o que lhe daria chance de desenvolver um núcleo de dramaturgia nacional.

Pelo contrato, o SBT é proibido de utilizar em sua programação qualquer novela (ou texto dramático) que não seja da Televisa. Daí a profusão de afetados dramalhões mexicanos no SBT nas últimas duas décadas.

Quem vibrou com a notícia foi o departamento de novelas da Record, que agora terá mais de um ano para solidificar ainda mais seu núcleo dramatúrgico, bem como engordar seu cast de atores. A emissora do bispo Macedo se tornou vice-líder absoluta no horário nobre este ano, derrotando o SBT especialmente com novelas.

Como se considera um "homem de palavra", Silvio Santos abriu mão de tentar antecipar o fim do contrato com a Televisa. Ele encontrou executivos da rede em Cannes, cerca de duas semanas atrás, durante a Mipcom.

No início deste ano, Silvio já havia destacado uma pessoa somente para "caçar" textos e roteiros nacionais, bem como procurar candidatos a escritores. Seria o início, finalmente, de um núcleo de novelas no Complexo Anhanguera.

O projeto vai ter de esperar no mínimo até 2009.

Fontes