São Tomé: Três dias de Luto Nacional por Omar Bongo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de junho de 2009

São Tomé, São Tomé e Príncipe


Depois do anúncio da morte de El Hadji Omar Bongo Odimba, presidente do Gabão, "amigo próximo" do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP), o governo de São Tomé e Príncipe decretou três dias de Luto Nacional na última segunda-feira (8). O Conselho de Ministros extraordinário esteve reunido na tarde de segunda-feira no Palácio do Povo.

Depois do Comité de Libertação de São Tomé e Príncipe ter transformado em MLSTP em 1972 em Malabo, Guiné-Equatorial, com Manuel Pinto da Costa que ascendeu a Secretário-geral do movimento após da sua chegada da então Alemanha Oriental, sufocou as sucessivas demandas que reinava na altura entre Guadalupe de Ceita e Miguel Trovoada.

Devido a divergências em Malabo com o antigo Presidente Massias Nguema, o MLSTP instalou-se no Gabão aproveitando a proximidade, visibilidade internacional e segurança dos seus membros. Bongo acolheu e financiou o MLSTP durante a luta contra Portugal, até a independência de São Tomé e Príncipe a 12 de julho de 1975.

O presidente promulgou o Decreto Governamental onde considera que:


[Omar Bongo] foi uma figura inquestionável e que se destacou como amigo do povo santomense e que contribui de forma remarcavel na luta pela independência nacional, tendo acolhido e apoiado directamente no solo patrio gabonês o Movimento nacionalista que na ocasião lutava pela autodeterminação e independência de São Tomé e Príncipe.
Fradique de Menezes


Confira quem reuniu e assinou o decreto:

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati