São Tomé: Três dias de Luto Nacional por Omar Bongo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de junho de 2009

São Tomé, São Tomé e Príncipe


Depois do anúncio da morte de El Hadji Omar Bongo Odimba, presidente do Gabão, "amigo próximo" do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP), o governo de São Tomé e Príncipe decretou três dias de Luto Nacional na última segunda-feira (8). O Conselho de Ministros extraordinário esteve reunido na tarde de segunda-feira no Palácio do Povo.

Depois do Comité de Libertação de São Tomé e Príncipe ter transformado em MLSTP em 1972 em Malabo, Guiné-Equatorial, com Manuel Pinto da Costa que ascendeu a Secretário-geral do movimento após da sua chegada da então Alemanha Oriental, sufocou as sucessivas demandas que reinava na altura entre Guadalupe de Ceita e Miguel Trovoada.

Devido a divergências em Malabo com o antigo Presidente Massias Nguema, o MLSTP instalou-se no Gabão aproveitando a proximidade, visibilidade internacional e segurança dos seus membros. Bongo acolheu e financiou o MLSTP durante a luta contra Portugal, até a independência de São Tomé e Príncipe a 12 de julho de 1975.

O presidente promulgou o Decreto Governamental onde considera que:


[Omar Bongo] foi uma figura inquestionável e que se destacou como amigo do povo santomense e que contribui de forma remarcavel na luta pela independência nacional, tendo acolhido e apoiado directamente no solo patrio gabonês o Movimento nacionalista que na ocasião lutava pela autodeterminação e independência de São Tomé e Príncipe.
Fradique de Menezes


Confira quem reuniu e assinou o decreto:

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati