Revisão de novo Código Florestal permite desmatamento para Copa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mata Atlântica

1 de setembro de 2011

Brasil

Haverá 20 diferentes situações que permitirão desmatamento de vegetação nativa em áreas de preservação permanente de acordo com a nova versão do Código Florestal. O ex-governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC) relator da nova versão do código que reduziu as áreas de proteção nas margens dos rios naquele estado durante seu governo.

Justificativas para o desmatamento em áreas de preservação permanente incluem atividades agrossilvopastoris, ecoturismo e turismo rural, e obras de infra-estrutura para a Copa do Mundo de Futebol. Atém disso concebe que empreendimentos apontados pelo presidente da república ou governadores de estados também poderão desmatar.

No relatório foi também descartada a exigência de recuperação das áreas já desmatadas pelos produtores rurais. Outra mudança foi a flexibilização da regularização ambiental da ocupação de APPs para atividades do agronegócio para as autoridades das esferas municipais e estaduais, e não somente pelo governo federal.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati