Representante da OEA deixa Honduras sem solução para crise política

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aristóteles
Outras notícias sobre política


Agência Brasil

24 de outubro de 2009

Tegucigalpa, Honduras


Sem conseguir intermediar a crise política, o representante da Organização dos Estados Americanos, John Biehl, vai deixar Honduras e voltar aos Estados Unidos para relatar a situação ao secretário-geral da organização, José Miguel Insulza.

Biehl disse que o futuro de Honduras é incerto e acredita que a proposta feita novamente ontem por Roberto Micheletti a Manuel Zelaya é a melhor saída para o país.

O presidente interino propôs ao deposto que os dois renunciem à Presidência e que seja criado um governo de transição. Foi o representante da OEA que levou a proposta a Zelaya ontem, que a recusou categoricamente.


Cquote1.png

A proposta foi rechaçada, mas não significa que se possa voltar a ela. Não acreditamos que haja outros caminhos.

Cquote2.svg
Biehl




Representantes do governo golpista voltaram a dizer que estão abertos ao diálogo e qualificaram a atitude de Zelaya de intransigente e intolerante.


Cquote1.png

Só temos a lamentar o fato de não termos conseguido concluir satisfatoriamente as conversas por causa da intransigência e intolerância da nossa contraparte na mesa de diálogo.

Cquote2.svg
Vilma Morales, representante de Roberto Micheletti




Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati