Relatório do FMI prevê retrocesso na economia brasileira

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de abril de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Sede da B3 em São Paulo

Nesta sexta-feira (17), o índice Ibovespa, da B3, fechou em 78.990 pontos, um aumento de 1,51%. Assim, o índice fechou a semana com alta de 1,68%, depois de dois dias de queda. A bolsa de valores do Brasil seguiu a tendência internacional: O Dow Jones, de Nova Iorque, encerrou com alta de 2,99%.

O dólar comercial também caiu: A moeda norte-americana encerrou o dia valendo R$ 5,236, uma redução de 0,39%. A cotação, no entanto, encerrou a semana com alta de 2,85%. Há várias semanas, mercados financeiros em todo o planeta, enfrentam um período de recesso provocado pelo agravamento da pandemia de COVID-19.

No início da semana, o Fundo Monetário Internacional (FMI) informou que a economia global irá recuar 3% em 2020. Para o Brasil, as estimativas são piores, com uma espectativa de queda de 5,3% no Produto Interno Bruto (PIB). O mercado vem sofrendo turbulência após diversos países europeus anunciarem medidas para amenizar as restrições impostas pela COVID-19.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com