Reino Unido: governo estabelece compromissos marinhos para marcar o Dia Mundial do Oceano

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Sob a liderança do Reino Unido, 80 países já assinaram uma meta internacional para proteger pelo menos 30 por cento do oceano mundial até 2030.

Hoje, no Dia Mundial do Oceano (8 de junho de 2021), países de todos os quatro cantos do mundo - da Índia à Guiana, da Coreia do Sul à Áustria se comprometeram a apoiar o compromisso '30 por 30', que está sendo defendido pela Aliança Global do Oceano, liderada pelo Reino Unido e a High Ambition Coalition for Nature and People, co-presidida pelo Reino Unido, Costa Rica e França.

Este marco segue uma reunião bem-sucedida dos ministros do Clima e Meio Ambiente do G7, durante a qual todos os membros concordaram em defender a meta global '30x30' de conservar ou proteger pelo menos 30 por cento das terras do mundo e pelo menos 30 por cento dos oceanos do mundo até 2030, além de se comprometer com "30 x 30" no mercado interno.

O Secretário do Meio Ambiente, George Eustice, disse:

"O Reino Unido é um líder global em proteção marinha e estamos liderando o caminho internacional para oferecer mares saudáveis e sustentáveis. Devemos encontrar um equilíbrio no apoio a indústrias sustentáveis e, ao mesmo tempo, aumentar as proteções de nossos mares para garantir um ecossistema marinho saudável, resiliente e diverso, e trabalharemos com outros para desenvolver proteções futuras."

O Reino Unido também lançou planos para aumentar a proteção das águas da Inglaterra por meio de um esquema piloto para designar locais marinhos na Inglaterra como "Áreas Marinhas Altamente Protegidas". Os locais selecionados seriam proibidos em todas as atividades que pudessem ter um efeito prejudicial sobre a vida selvagem ou os habitats marinhos.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit