Rebeldes pró-Rússia anunciam morte de 500 soldados no Leste da Ucrânia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ucrânia • 21 de janeiro de 2015

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Cerca de 500 soldados do Exército ucraniano foram mortos nos últimos três dias em combates com as milícias rebeldes no Leste da Ucrânia, informaram hoje (21) separatistas pró-russos. “Nas últimas 72 horas, foram mortos em combate mais de 500 soldados ucranianos”, disse aos meios de comunicação russos o comandante adjunto do estado-maior das milícias separatistas de Donetsk, Eduard Basurin. Segundo ele, foram feitos “incessantes ataques às unidades ucranianas”.

De acordo com Basurin, a maioria dos soldados morreu na batalha pelo controle estratégico do aeroporto de Donetsk. Ele informou que 1,5 mil soldados ucranianos ficaram feridos e 16 foram presos, além de a milícia pró-russa ter destruído 42 tanques e 34 blindados ucranianos.

Basurin acrescentou que 200 soldados ucranianos morreram domingo (18) nas instalações do aeroporto, local em que ainda hoje ocorrem combates. Se os números se confirmarem, será o maior revés das forças governamentais desde o início da rebelião armada pró-Rússia nas regiões de Donetsk e Lugansk, no Leste da Ucrânia, em abril de 2014.

Devido à escalada nos combates, o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, viu-se obrigado a abandonar hoje o Fórum Econômico de Davos, na Suíça, onde denunciou a presença de 9 mil soldados russos no Leste do país, que estariam ajudando os rebeldes separatistas, e revelou que 2 mil deles cruzaram a fronteira nos últimos dias.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit