Rússia retoma acordo de exportação de grãos

Fonte: Wikinotícias

3 de novembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Rússia anunciou no dia 2 que retomaria um acordo de exportação de grãos pelo Mar Negro.

O Ministério da Defesa russo emitiu um comunicado no dia 2, dizendo que recebeu uma promessa da Ucrânia de não usar a rota do acordo de exportação de grãos para fins militares.

Em particular, o lado ucraniano enfatizou o acordo da passagem "oficialmente prometida para ser usada apenas de acordo com as disposições da Iniciativa do Mar Negro e os regulamentos relevantes do Centro de Coordenação Conjunta (JCC)".

No início do dia 31, a Rússia disse que era "inaceitável" que navios cruzassem o Mar Negro, suspendendo o acordo de exportação de grãos pois não podia garantir a segurança.

O Ministério da Defesa da Rússia disse: "Acreditamos que as garantias que recebemos são suficientes e retomamos a implementação do acordo".

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que conversou com o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, que informou ao Ministério da Defesa turco que "o acordo humanitário de exportação de grãos continuará como antes".

Erdogan também disse que a Rússia está preocupada com o embarque de grãos para países desenvolvidos, e disse que o acordo renovado se concentrará no transporte de grãos para países africanos como Somália, Djibuti e Sudão.

Pelo menos um terço do grão da Ucrânia que partiu nos últimos três meses está sendo enviado para o Oriente Médio e Norte da África, e uma porção significativa do milho está indo para a Europa, disse o Instituto Internacional de Política Alimentar em Washington. No entanto, ele enfatizou que isso não é incomum, já que o comprador do milho ucraniano era originário da Europa.

Fontes