Rússia fornece a separatistas gás cortado pela Ucrânia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de fevereiro de 2015

Rússia

A Rússia começou hoje (19) a fornecer gás aos territórios do Leste da Ucrânia controlados pelos separatistas, que disseram ter deixado de receber gás da companhia ucraniana, anunciou a empresa estatal russa Gazprom. “Desde as 16h (11h em Brasília), a Gazprom fornece gás à Ucrânia, pelas estações de Prokhorovka e Platovo, em um volume de 12 milhões de metros cúbicos por dia”, disse o presidente da Gazprom, Alexei Miller.

As estações de Prokhorovka e Platovo correspondem a dois dos pontos de entrada do gás russo na Ucrânia, um na região de Donetsk e o outro na de Lugansk. Miller disse que o fornecimento se enquadra “no contrato em vigor” entre a Gazprom e a companhia ucraniana Naftogaz. Pouco antes, o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, disse que a Rússia poderia fornecer gás por “razões humanitárias” aos territórios separatistas.

Medvedev informou ter pedido ao Ministério da Energia russo e à Gazprom que preparassem propostas de fornecimento “para dar resposta às necessidades dessas regiões”. “As pessoas não podem passar frio”, disse o primeiro-ministro. Os separatistas pró-Rússia anunciaram uma interrupção brusca do fornecimento de gás aos territórios que controlam. A Naftogaz confirmou a suspensão, atribuindo-a aos estragos causados pelos combates. “O restabelecimento das entregas é impossível por causa dos combates, que continuam” e impedem os técnicos de fazer as reparações necessárias sem arriscar a vida, informa comunicado da Naftogaz.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati