Rússia e China fecham acordo sobre gás natural

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Rússia e China firmaram um contrato de fornecimento de gás natural por 30 anos, em 22 de maio. Esse acordo possui profundo significado político e diplomático, inclusive reduzindo a dependência da Rússia em relação aos compradores europeus. O presidente russo Vladimir Putin estimou um faturamento de US$ 450 bilhões para seu país e declarou que seria feita "a maior construção do mundo a ser vista nos próximos quatro anos" para concretizar a operação, que consiste em uma rede de gasodutos para transportar o gás da Rússia para a China. Entretanto, é um negócio de risco: se os países europeus impuserem sanções econômicas à Rússia, devido à crise da Ucrânia, isso terá graves consequências financeiras no país.

Fontes[editar]