Queda do nível de emprego na indústria chega a 1,1% em agosto

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

1 de outubro de 2015

Brasília — O nível do emprego na indústria caiu 1,1% em agosto na comparação com julho na série livre de influências sazonais, segundo informou hoje (1º) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Essa foi a sétima queda consecutiva do indicador. De janeiro a agosto, a queda acumulada do emprego chegou a 5,2% em relação ao mesmo período de 2014.

Segundo a CNI, a forte retração do emprego é resultado da recessão na indústria que se aprofundou em agosto. Em agosto deste ano, comparado com igual mês de 2014, o faturamento real da indústria caiu 7,2%. Na comparação com julho, houve alta de 0,7%.

Em agosto, frente a julho, as horas trabalhadas na produção recuaram 0,3%, na sétima queda seguida. As horas trabalhadas na produção caíram 10,2% em relação a agosto do ano passado. A utilização da capacidade instalada caiu 0,8 ponto percentual e ficou em 77,9% em agosto, o menor nível da série histórica iniciada em janeiro de 2013.

Apesar da queda do emprego, a massa real de salários e o rendimento médio real dos trabalhadores aumentaram em agosto frente a julho, na série com ajuste sazonal. Nessa base de comparação, a massa real de salários, cresceu 0,3%. Mas está 7,2% menor que a de agosto de 2014. O rendimento médio subiu 1,1%. Segundo a CNI, esse resultado deve estar associado ao aumento dos gastos incorridos pelas empresas na rescisão dos contratos de trabalho.

Fontes


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati