Queda de avião na divisa entre Minas Gerais e Goiás mata pilotos e excecutivos do Bradesco

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

Agência Brasil

11 de novembro de 2015

Um acidente aéreo hoje matou dois executivos do Bradesco e dois pilotos. O avião, que saiu de Brasília com destino a São Paulo, caiu perto da cidade de Guarda-Mor, na região noroeste de Minas Gerais.

Entre as quatro vítimas estão o vice-presidente do banco, Marco Antônio Rossi, cotado para assumir o comando da instituição financeira a partir de 2017, e o presidente do Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio Conduru de Oliveira.

O avião era um jatinho executivo, modelo Cessna Citation 7, prefixo PT-WQH, com capacidade para oito pessoas. A aeronave decolou às 18h39 do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília.

Segundo a Força Aérea Brasileira, o avião sumiu dos radares às 19h04. Em seguida, veio a informação de que ele caiu em uma fazenda, na divisa entre os estados de Minas Gerais e Goiás.

Para a Polícia Militar de Guarda-Mor, o acidente aconteceu por volta das 19h. O avião caiu entre as fazendas de Limoeiro da Samambaia e Oliveiras, na divisa com Santo Antônio de Rio Verde, distrito de Catalão, no estado de Goiás.

Trabalhadores de fazendas da região foram os primeiros a chegar ao local da queda.

Reações

A presidenta Dilma Rousseff divulgou hoje nota de pesar lamentando a morte de dois executivos do Bradesco e dois pilotos em um acidente aéreo. O avião, que saiu de Brasília com destino a São Paulo, caiu perto da cidade de Guarda-Mor, na região noroeste de Minas Gerais.

“Além dos pilotos, Ivan Morenilla Vallim e Francisco Henrique Tofoli Pinto, apresento as condolências do governo pelas mortes dos dois executivos do Bradesco que também estavam na aeronave”, disse a presidenta.

Entre as quatro vítimas estão o vice-presidente do banco, Marco Antônio Rossi, cotado para assumir o comando da instituição financeira a partir de 2017, e o presidente do Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio Conduru de Oliveira.

“Marco Antonio Rossi dedicou 34 anos ao Bradesco, eventualmente substituindo o atual presidente. Ele e Lúcio Flávio de Oliveira, diretor geral da instituição, cumpriram papel fundamental na trajetória de uma organização que sempre acreditou no Brasil”, acrescentou a nota.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati