Queda de avião na divisa entre Minas Gerais e Goiás mata pilotos e excecutivos do Bradesco

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

Agência Brasil

11 de novembro de 2015

Um acidente aéreo hoje matou dois executivos do Bradesco e dois pilotos. O avião, que saiu de Brasília com destino a São Paulo, caiu perto da cidade de Guarda-Mor, na região noroeste de Minas Gerais.

Entre as quatro vítimas estão o vice-presidente do banco, Marco Antônio Rossi, cotado para assumir o comando da instituição financeira a partir de 2017, e o presidente do Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio Conduru de Oliveira.

O avião era um jatinho executivo, modelo Cessna Citation 7, prefixo PT-WQH, com capacidade para oito pessoas. A aeronave decolou às 18h39 do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília.

Segundo a Força Aérea Brasileira, o avião sumiu dos radares às 19h04. Em seguida, veio a informação de que ele caiu em uma fazenda, na divisa entre os estados de Minas Gerais e Goiás.

Para a Polícia Militar de Guarda-Mor, o acidente aconteceu por volta das 19h. O avião caiu entre as fazendas de Limoeiro da Samambaia e Oliveiras, na divisa com Santo Antônio de Rio Verde, distrito de Catalão, no estado de Goiás.

Trabalhadores de fazendas da região foram os primeiros a chegar ao local da queda.

Reações

A presidenta Dilma Rousseff divulgou hoje nota de pesar lamentando a morte de dois executivos do Bradesco e dois pilotos em um acidente aéreo. O avião, que saiu de Brasília com destino a São Paulo, caiu perto da cidade de Guarda-Mor, na região noroeste de Minas Gerais.

“Além dos pilotos, Ivan Morenilla Vallim e Francisco Henrique Tofoli Pinto, apresento as condolências do governo pelas mortes dos dois executivos do Bradesco que também estavam na aeronave”, disse a presidenta.

Entre as quatro vítimas estão o vice-presidente do banco, Marco Antônio Rossi, cotado para assumir o comando da instituição financeira a partir de 2017, e o presidente do Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio Conduru de Oliveira.

“Marco Antonio Rossi dedicou 34 anos ao Bradesco, eventualmente substituindo o atual presidente. Ele e Lúcio Flávio de Oliveira, diretor geral da instituição, cumpriram papel fundamental na trajetória de uma organização que sempre acreditou no Brasil”, acrescentou a nota.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati