Produção industrial cresce em janeiro em 13 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

10 de março de 2010

Brasil


Brasília - A atividade da indústria brasileira registrou expansão em janeiro na comparação com dezembro de 2009 em 13 dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com dados divulgados hoje (10), somente no Amazonas a produção fabril ficou estável. Na média nacional, a indústria teve crescimento de 1,1%.

Na passagem de um mês para o outro, as maiores expansões foram observadas no Espírito Santo (5,6%), no Ceará (5,4%), em Pernambuco (5,4%) e no Paraná (4,0%). Também houve crescimento da atividade acima da média nacional no Nordeste (3,7%), no Rio Grande do Sul (3,2%), em São Paulo, no Pará (3,0%), na Bahia (2,5%), em Goiás (2,2%) e em Minas Gerais (1,7%). Ainda com aumento, porém igual ou inferior à média do país, aparecem Santa Catarina (1,1%) e Rio de Janeiro (0,3%).

Já na comparação com janeiro de 2009, a atividade industrial cresceu em todas as 14 regiões observadas. De acordo com o documento do IBGE, esse movimento refletiu “a ampliação do ritmo produtivo e a baixa base de comparação, por conta das férias coletivas e das paralisações não programadas em vários setores em janeiro de 2009”. Na média nacional, a indústria teve alta de 16,0%. Os principais avanços foram verificados no Espírito Santo (48,5%), no Amazonas (33,9%), em Minas Gerais (28,8%), na Bahia (23,6%), no Rio Grande do Sul (20,9%), em Goiás (19,8%) e no Ceará (16,7%).

Também houve expansão em São Paulo (15,6%), na Região Nordeste (11,5%), no Rio de Janeiro (10,7%), no Paraná (10,4%), em Santa Catarina (7,9%), no Pará (5,8%) e em Pernambuco (1,2%).


Fontes


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati