Proclamação da República completa 130 anos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de novembro de 2019

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Lei Áurea, assinada em 1888, aboliu oficialmente a escravidão, deixando o império estava em crise. Por um lado, acredita-se que ex-escravos insistissem nos ideais republicanos de expulsar a família real. Mas a situação é muito mais ampla. Dom Pedro II estava muito doente, sua herdeira era a princesa Isabel, que casou-se com o francês conde D'Eu, considerado impopular. Houve também um conflito com os militares durante a guerra do Paraguai.

“A participação do conde D'eu na Guerra do Paraguai é um dos fatores de impopularidade. Ele era arrogante. Dizem que ele promoveu massacres. Não tinha aptidão para administrar”, conta a historiadora Catia Faria.

“Os ideais republicanos chegam ao Brasil a partir da França, da ideologia do positivismo. Basicamente é uma burocracia estatal calcada na competência”, explica a professora de História do Direito Brasileiro, Maria Cristina Vieira.

“Sem Deodoro [da Fonseca], não teria república”, conclui o historiador do Centro de Estudos e Pesquisas do Exército, coronel Antônio Ferreira.

Depois da expulsão, Dom Pedro II escreveu "Resolvo, cedendo ao Império das circunstâncias, partir com toda a minha família amanhã, deixando esta pátria de nós estremecida. Conservarei do Brasil a mais saudosa lembrança, fazendo ardentes votos por sua grandeza e prosperidade."

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit