Primeiro debate eleitoral na televisão brasileira reforça posições de Dilma e Marina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

28 de agosto de 2014

Analistas brasileiros não acreditam que o primeiro debate dos candidatos à presidência do Brasil na TV, realizado anteontem (26) na TV Bandeirantes, provoque uma viragem dos votos.

O encontro teria servido para consolidar posições. Sendo assim, o embate pode ter favorecido mais Dilma Rousseff e Marina Silva, que aparecem liderando nas pesquisas de intenções de votos no país. Os três primeiros colocados na corrida para a presidência do Brasil Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) trocaram acusações no encontro transmitido pela Bandeirantes.

A pesquisa Ibope, divulgada anteontem, mostrou a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, liderando a disputa, com 34%. Marina aparece em segundo lugar na disputa, com 29% das intenções de voto, à frente de Aécio, com 19%. No segundo turno, Marina Silva venceria a eleição com 45%, contra 36% da presidente Dilma.

No debate, o confronto entre Dilma e Aécio ficou concentrado em torno das questões econômicas e das investigações sobre a Petrobras, um dos alvos preferidos da campanha do PSDB.

Já Marina Silva questionou Dilma sobre os cinco pactos prometidos após as manifestações do ano passado. Atacando Aécio, Marina acusou o PSDB e o PT de desunirem o Brasil. Marina, que entrou provocando uma reviravolta na corrida presidencial, afirmou que a mensagem dela é de esperança, de uma política nova, que acabe com a polarização entre o PT e PSDB que domina a presidência do Brasil há mais de 20 anos.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati