Primeiro debate eleitoral na televisão brasileira reforça posições de Dilma e Marina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

28 de agosto de 2014

Analistas brasileiros não acreditam que o primeiro debate dos candidatos à presidência do Brasil na TV, realizado anteontem (26) na TV Bandeirantes, provoque uma viragem dos votos.

O encontro teria servido para consolidar posições. Sendo assim, o embate pode ter favorecido mais Dilma Rousseff e Marina Silva, que aparecem liderando nas pesquisas de intenções de votos no país. Os três primeiros colocados na corrida para a presidência do Brasil Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) trocaram acusações no encontro transmitido pela Bandeirantes.

A pesquisa Ibope, divulgada anteontem, mostrou a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, liderando a disputa, com 34%. Marina aparece em segundo lugar na disputa, com 29% das intenções de voto, à frente de Aécio, com 19%. No segundo turno, Marina Silva venceria a eleição com 45%, contra 36% da presidente Dilma.

No debate, o confronto entre Dilma e Aécio ficou concentrado em torno das questões econômicas e das investigações sobre a Petrobras, um dos alvos preferidos da campanha do PSDB.

Já Marina Silva questionou Dilma sobre os cinco pactos prometidos após as manifestações do ano passado. Atacando Aécio, Marina acusou o PSDB e o PT de desunirem o Brasil. Marina, que entrou provocando uma reviravolta na corrida presidencial, afirmou que a mensagem dela é de esperança, de uma política nova, que acabe com a polarização entre o PT e PSDB que domina a presidência do Brasil há mais de 20 anos.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati