Presidentes de Bolívia, Chile e Brasil lançam corredor bioceânico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de dezembro de 2007

Foi lançado neste domingo, pelos presidentes da Bolívia, Evo Morales, do Chile, Michelle Bachelet, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, o corredor interoceânico que unirá o Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico por terra, com o qual pretendem consolidar a integração sul-americana.

"Não é apenas um abraço de irmandade e solidariedade, é avançar na verdadeira integração dos países da região", afirmou Bachelet. Segundo o documento, o Chile se comprometeu a um investimento de 36 milhões de dólares para obras de ampliação e melhoria da estrada que une o porto de Iquique com a Bolívia e outros 56 milhões para melhorar e pavimentar outros pequenos trechos em seu território.

"Estamos abrindo caminho para um projeto inspirado nos ideais de integração, de justiça social e de desenvolvimento sustentável", disse Lula. "Toda integração deve começar pela Bolívia, porque este país está no coração da América".

A estrada internacional percorrerá o chamado eixo central da Bolívia e unirá as cidades andinas de La Paz e El Alto com a central Cochabamba e Santa Cruz de la Sierra.

Desmaio

O ministro brasileiro Tarso Genro sofreu uma queda abrupta de pressão, ocasionado provavelmente pela altitude de La Paz, e desmaiou durante o evento, sendo socorrido de imediato por Bachelet (que é médica) e pelo médico presidencial[1].

Referências

  1. Tarso Genro desmaia em cerimônia na Bolívia

Fontes