Presidente decreta estado de calamidade no sistema de saúde da Guatemala

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

17 de janeiro de 2012

O presidente da Guatemala, Otto Pérez Molina, decretou estado de calamidade pública em todo o sistema de saúde do país por tempo indeterminado. Pérez assumiu o governo há dois dias.

Segundo o presidente, o sistema de saúde está em condições muito ruins e alguns dos quase mil postos de saúde que visitou durante sua campanha não tinham água potável e energia elétrica para atender aos pacientes.

“Venho aqui não declarar estado de emergência, mas sim, estado de calamidade pública do sistema de saúde”, disse o presidente durante uma visita ao Hospital Geral de San Juan de Dios, um dos mais importantes do país.

De acordo com o presidente, o estado de calamidade vai permitir uma melhor coordenação do processo de compra e de alocação de recursos. Ele admitiu ainda que os US$ 58 milhões destinados ao orçamento da saúde não serão suficientes para atender as demandas do país. O presidente também apontou a necessidade de aumentar os recursos do Estado para garantir o funcionamento dos serviços públicos, por meio da reforma financeira.

Pérez assumiu como presidente do país no domingo (15), ele fica no lugar de Álvaro Colom. O novo presidente se comprometeu, no seu discurso de posse, a lutar contra o crime organizado, reduzir as taxas de desnutrição e combater a corrupção pública.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati