Presidente decreta estado de calamidade no sistema de saúde da Guatemala

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

17 de janeiro de 2012

O presidente da Guatemala, Otto Pérez Molina, decretou estado de calamidade pública em todo o sistema de saúde do país por tempo indeterminado. Pérez assumiu o governo há dois dias.

Segundo o presidente, o sistema de saúde está em condições muito ruins e alguns dos quase mil postos de saúde que visitou durante sua campanha não tinham água potável e energia elétrica para atender aos pacientes.

“Venho aqui não declarar estado de emergência, mas sim, estado de calamidade pública do sistema de saúde”, disse o presidente durante uma visita ao Hospital Geral de San Juan de Dios, um dos mais importantes do país.

De acordo com o presidente, o estado de calamidade vai permitir uma melhor coordenação do processo de compra e de alocação de recursos. Ele admitiu ainda que os US$ 58 milhões destinados ao orçamento da saúde não serão suficientes para atender as demandas do país. O presidente também apontou a necessidade de aumentar os recursos do Estado para garantir o funcionamento dos serviços públicos, por meio da reforma financeira.

Pérez assumiu como presidente do país no domingo (15), ele fica no lugar de Álvaro Colom. O novo presidente se comprometeu, no seu discurso de posse, a lutar contra o crime organizado, reduzir as taxas de desnutrição e combater a corrupção pública.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati