Saltar para o conteúdo

Presidente da Hungria renuncia após protestos

Fonte: Wikinotícias
Katalin Novák

10 de fevereiro de 2024

Email Facebook X WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A presidente da Hungria, Katalin Novák, anunciou sua renúncia após protestos contra um perdão presidencial concedido para um homem condenado de encobertar abusos sexuais de crianças em um orfanato.

O diretor do orfanato, que realizou os abusos, foi condenado há oito anos de prisão, com o vice-diretor recebendo uma pena de três anos por omissão.

Após absorver o homem, a ministra da Justiça do país, Judit Varga, anunciou que deixaria o cargo e milhares de pessoas protestaram nas ruas contra a decisão de Novák.

“Eu cometi um erro. Hoje é o último dia em que me dirijo a vocês como presidente”, disse a agora ex-presidente em uma transmissão na televisão estatal.

“Tomei a decisão de conceder um indulto em abril passado, acreditando que o condenado não havia abusado da vulnerabilidade das crianças que ele havia supervisionado. Cometi um erro, pois o perdão e a falta de fundamentação foram adequados para provocar dúvidas sobre a tolerância zero que se aplica à pedofilia”, concluiu ela.

Fontes[editar | editar código-fonte]