Presidente da Câmara não encaminha leitura de pedido de impeachment de Lula

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de setembro de 2006

Brasil

Ana Prudente, empresária paulista e candidata a senadora pelo PTC, encaminhou um pedido formal de impeachment para o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O pedido de impeachment, segundo a Lei 1079/50, pode ser feito por qualquer cidadão brasileiro e deve ser lido durante sessão na Câmara dos Deputados. Até a última terça-feira (5), o documento de Ana Prudente que pede o impeachment de Lula não havia sido lido, como versa a lei.

Diz o artigo 19 da referida Lei:

Art. 19. Recebida a denúncia, será lida no expediente da sessão seguinte e despachada a uma comissão especial eleita, da qual participem, observada a respectiva proporção, representantes de todos os partidos para opinar sôbre a mesma. [1]

Ana Prudente disse que ainda procurou o Presidente da Câmara Aldo Rebelo (PCdoB) mas que este não demonstrou nenhuma reação. Segundo a empresária, ela conseguiu apoio apenas do deputado Alberto Fraga (PFL).

O caso, apesar de ter sido bastante divulgado em grupos de discussão e blogs, praticamente passou despercebido na grande mídia.

Referências