Presidente da Câmara dos Deputados do Brasil não acredita no mensalão e defende penas mais brandas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30 de agosto de 2005

Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, deputado Severino Cavalcanti (PP-PE), disse durante entrevista para o jornal brasileiro Folha de S. Paulo que acredita que o mensalão não existiu e que por causa disso as penas que seriam submetidos os parlamentares envolvidos em irregularidades deveriam ser mais brandas.

Segundo Severino, o que houve foi uso irregular de dinheiro para pagar gastos com campanhas eleitorais, vindo do Partido dos Trabalhadores (PT), por intermédio do empresário Marcos Valério.

Para a Folha Severino disse que não vai atrasar os eventuais pedidos de cassação e negou que esteja em curso um "acordão" para evitar que ocorram cassações de deputados.


Fontes